Cine fantasma: cinema ao vivo invocando espíritos

imgpor Paola Barreto

A extinção dos cinemas de rua é um fenômeno global que vem sendo observado há pelo menos 30 anos em diversos países. Este fato pode ser relacionado à cultura do medo e da insegurança – que vem redesenhando o espaço urbano e empurrou os cinemas para o interior de shopping centers – mas também pode ser entendido como consequência do surgimento de novas formas de distribuição de filmes – primeiro a televisão, depois o home vídeo e hoje a internet – onde o cinema deixa de ser um espaço privilegiado.

Se podemos afirmar que o cinema sempre foi fantasma – uma forma espectral – o que o fim das salas de cinema de rua poderia nos indicar sobre a natureza do cinema? Para utilizar a palavra-valise de Gregory Ulmer, qual é a mistória que se inscreve na decadência destes espaços?

Cine Fantasma responde a estas questões com uma série de video intervenções, que ocupam fachadas de cinemas desativados.

Partindo de uma cartografia afetiva destes espaços abandonados, demolidos, ou que simplesmente foram convertidos em outras funções, o projeto conta com a colaboração on line espontânea de centenas de espectadores.

Esta memória coletiva é compartilhada através das redes sociais, onde são indexadas fotografias dos cinemas, trechos de filmes assistidos, poemas, cartazes, fragmentos de memórias, matérias de jornal… Este material é arquivado e recombinado em tempo real no local da ação. Projetado nas fachadas dos prédios, resulta em sessões de Live Cinema que mixam materialidade, medialidade e temporalidade.

Como afirma Jacques Derrida, arquivos não tratam do passado, mas do futuro. Cine Fantasma presta homenagem aos cinemas mortos, trazendo-os de volta à vida em sessões midiúnicas,mas, para além do ritual, propõe novas arquiteturas para o compartilhamento de imagens.

Mais sobre o projeto: cinemafantasma.net

____________________________________________________________________________________________________________

Paola Barreto é artista. Ela concebeu e dirige o projeto Cine Fantasma. Em 2012, na V mLC apresentou o experimento Cine Planta.

© Live Cinema